Fazenda Santa Fé apresenta prática de manejo com aplicação de biológicos

A prática de manejo adotada pela Fazenda Santa Fé, de Morro Agudo – SP, será um dos destaques do próximo CANABIO24 – Seminário de Manejo Biológico & Regenerativo em Cana-de-Açúcar. O evento acontecerá nos dias 19 e 20 de junho no Centro de Cana IAC, em Ribeirão Preto, SP. Durante o seminário, o gerente agrícola da Fazenda, Donizeti Balbino, apresentará a prática de manejo inovadora que combina o uso de produtos químicos, biológicos e irrigação para promover a sustentabilidade.

Balbino destacará o plantio de meiosi, que utiliza uma quantidade reduzida de mudas e integra a aplicação de produtos químicos e biológicos por meio da irrigação. “Com esse plantio, reduzimos as operações na fundação da lavoura. Utilizamos apenas o eliminador de soqueira, após uma grade intermediária para incorporação dos corretivos de solo, seguida da canteirização da área com 35 cm”, explica Balbino.

No dia anterior ao plantio, é aplicada a torta de filtro na linha do plantio, seguida da irrigação e, em seguida, a canteirização é feita com 45 cm. “Depois, realizamos o plantio das mudas, com 2 gemas a 45⁰ a cada 60 cm, sempre utilizando mudas de até 8 meses de idade do viveiro, no nosso caso, tratadas termicamente. No dia seguinte, fazemos a primeira irrigação da linha mãe e, a partir da segunda irrigação, adicionamos os biológicos juntamente com os químicos”, detalha o gerente agrícola.

Notícias Relacionadas

CANABIO24Experimentação de biológicos norteia tomada de decisõesCANABIO24Adoção do manejo regenerativo na BP Bunge recupera biota do solo

Segundo Balbino, a adoção dessa estratégia trouxe diversos benefícios à fazenda. “Com essa sistemática, conseguimos uma multiplicação de 1 para 12, redução de mudas e eficiência na multiplicação, com custo de 4,5 diárias por hectare plantado; mudas de 3 a 3,5 toneladas por hectare, dependendo da muda”, destaca.

Além disso, o manejo adotado elimina a necessidade de quebra-lombo e reduz a aplicação de herbicidas. “Com esse manejo, fazemos apenas uma aplicação de herbicida e não precisamos fazer o quebra-lombo nem a segunda aplicação de defensivos na área. Trata-se de um manejo simples, eficiente e dinâmico, com um índice de falha muito baixo, especificamente abaixo de 2%”, explica Balbino.

No CANABIO24, Donizeti Balbino apresentará mais detalhes sobre o manejo adotado na Fazenda Santa Fé. Organizado pela ProCana, o evento contará com workshops técnicos com os maiores especialistas da área, que apresentarão casos de sucesso de usinas e produtores, além de inovações tecnológicas que estão moldando o futuro do manejo biológico e regenerativo na cultura da cana-de-açúcar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + 2 =

Rolar para cima